28 fevereiro, 2012

Um dia de aulas que não esqueço

Eu fui, em tempos, uma criança muito fofinha. Parvinha também, é certo (mas isso fica para outra história). Mas agora olho para trás, e penso... eu era tão boa pessoa.
Andava no 5º ano, estava num escola nova, com novos professores. Embora a turma fosse a mesma, tinha 2 ou 3 caras novas.Nunca fui sociável, nunca tive grandes amigos. Havia 1 ou 2 com quem me dava melhor, ou como quem diz, menos mal.

Lembro-me que nesse 5º ano, numa manhã houve uma ameaça de bomba.
Vieram chamar-nos às salas de aula. Fomos todos em filinha para o pátio da escola, longe do edifício.
Ficamos ali algum tempo, com a polícia, bombeiros e professores a dizerem-nos que iam fazer uma busca às salas e que voltaríamos em breve para as aulas.

Lembro-me que não nos explicaram nada... e eu, que tinha trazido a minha mochila comigo, só pensava "porque não nos mandam para casa?".
Lembro-me que o horário normal de saída das aulas era às 13 horas.
Lembro-me que estivemos mais de 3 horas no pátio, saímos depois para trás de um pavilhão desportivo... Perguntei diversas vezes se já me podia ir embora...

Alguns miúdos choravam, outros aproveitavam o momento para fazerem uma festa!
Eu olhava para o relógio, ansiosa que me mandasse embora.

Recordo-me que às tantas comecei a ficar ansiosa, passava das 13 horas e eu ali, sentada no chão, encostada a um muro do pavilhão desportivo. Comecei a pensar, que em casa, a minha avó já estava com o almoço pronto para mim. Comecei a pensar que se me atrasasse muito ela iria ficar preocupada... Comecei a fazer mil e um dramas... Pelo que, na minha pequenês, disse às minhas colegas que me ia embora para casa...
E assim foi.
Rebelde, saí do grupo, alcancei uma porta que estava aberta e saí dali. A minha única preocupação era que a minha avó não ficasse preocupada comigo!

Claro... tudo isto se resolveria rapidamente se tivesse acontecido há pouco tempo atrás... Como na altura não haviam telemóveis, toda esta história foi muito mais complexa!

E obviamente que quando cheguei a casa (muitos poucos minutos depois do habitual) contei a história toda lá em casa, com grande animação!

3 comentários:

ombemua disse...

:o)
Era a avozinha que te preocupava.
Linda menina.

Soraia disse...

Que fofinha!
Aconteceu o mesmo quando estava no 11º ano e ainda por cima estávamos a ter aulas no ginásio, fomos todos de sapatilhas para a rua e saímos bem mais tarde do que devíamos.

Paulo Nunes disse...

Saudades de quando era criança!! só fazia porcaria... mas adorava na mesma!
Eu adorava as pessoas assim como tu... era para infernizar o dia todo :))