03 novembro, 2011

Compras, compras e mais compras

Não me considero de todo uma pessoa consumista. Evito as corridas aos saldos, evito as compras de Natal... Tento comprar o mínimo necessário... Mas sou mulher! Não consigo, por mais que tente evitar comprar uma outra coisa que no fundo não me fazem falta nenhuma. E começo a pensar, com tanto creme para as mãos, verniz para as unhas ou pares de collans se o dinheiro gasto em tudo isso não poderia ter sido investido em algo que realmente me faça falta!
Passo a explicar.
Estou para comprar uma gabardine há algum tempo, um casaco que me proteja da chuva e do frio, que seja bonito e feminino... Sempre que vejo um com algum potencial assusto-me com o preço... Então prefiro gastar 10 euros num casaco de malha, 30 euros num casaco em PU (para quem não sabe, PU é uma palavra bonita para expressar "plástico"), mais 30 euros num casaco de fazenda (daqueles baratos, não vá eu passar fominha por comprar um casaco mais carote).
Conclusão, chego ao ano seguinte e é ver as malhas todas desengonçadas, com borboto, fios puxados, com a cor deslavada... é ver os casacos em PU todos amarrotados, com mau aspeto e pior, não os posso passar a ferro.... É os meus casacos de fazenda "rasca" terem baínhas rotas, borboto e um ar muito muito feioso...
E gasto 50 , 60 , 80 euros para usar aquelas peças 1 ou 2 anos... e depois? lá tenho que me desfazer delas... Tenho mesmo que perder o amor ao dinheiro e começar a comprar roupa com mais qualidade...
Mas atenção qualidade não significa ter que passar a comprar apenas nas lojas de marca das grandes superfícies. Não consigo perceber porque é que todas vão à Zara, Mango, Berska, Stradivarius e HM... É vê-as passear com os modelitos todos iguais.... =\

1 comentário:

Wild Things disse...

Já somos duas! *